SÓ TALVEZ

Cuscuz

É incrível como tudo passa tão rápido

ou você acha que não é nada

ou é apenas poeira no espaço

que se foi num piscar de olhos

um piscar mais longo e curto ao mesmo tempo

é incrível o quanto somos enganados…

tudo se torna pouco quando chega ao fim

é como se uma hora durasse um segundo

e mil anos uma hora enquanto essa uma hora

desses mils anos torna-se seu um segundo

do nada

do nada, tudo

do tudo encontramos nós

os considerados os nadas que mais tem de tudo

pelo menos até agora

até agora, até perder algo que poderia considerar vazio

mas agora percebe o quanto estava cheio

cheio de que? Somos tão completos incompletos

nada simples de entender mas nem tanto complexo

diríamos que foi injusto?

acho que não, ou sim…

mas talvez tenha sido o melhor

mas só talvez

“se não tivesse que acontecer não teria acontecido”

mas só talvez

porque na realidade a gente não tem a mínima certeza dessa teoria

a gente vive procurando algo para justificar tudo que não sabemos como justificar

no caso, tudo.

tudo ou nada?

tudo e nada

porque no fim eles acabam sendo a mesma coisa dependendo da sua interpretação

e isso é tudo.

(ou nada)

a gente sempre tem algo a mais para falar mas deixa vazio e esse não falar é que é tão ensurdecedor

como um grito

silencioso demais para se chamar grito

mas só talvez…

porque às vezes o nada dói mais que tudo

e as vezes tudo era melhor que nada

mas só talvez…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s