EM CIMA DO MURO: Ganda Xinade

Olá, eu sou Ganda Xinade, uma experiência da consciência que se experiencia e é aqui que eu começo a existir… eu estou em cima do muro! Meu pai sempre me dizia “uma hora terás de escolher um dos lados, não podes ficar aí em cima. Uma hora terá que fazer uma escolha”. Eu pensava: está aí o problema! Eu não quero fazer uma escolha. Por que eu tenho que escolher entre esses dois lados? Eu não quero ter que escolher. Nem que eu ande e caminhe por toda extensão desse muro me equilibrando. Por que tenho que escolher entre dois … Continuar lendo EM CIMA DO MURO: Ganda Xinade

Perto, mas tão longe.

Como podes? Como podemos? Como isso se deu? E tudo que sabemos Por onde se perdeu? Ah! Como eu queria tê-lá comigo Dizes que já a tenho. Então, essa distância Quem em mim contenho, Seria meu castigo De onde advenho? Teu abraço meu abrigo Mas não estas tão perto Como podes meu abrigo Me deixares sem teto? Sem chão, sem paredes Sabe que eu não me conforto apenas com essas redes Pois não posso deitar e De ti me senti coberto Por onde esteves? Onde estás? Será que pensas em mim? Seria melhor que não pensastes Já que não podes … Continuar lendo Perto, mas tão longe.

Sem sentido, mas sentido.

Eu sou Parte de tudo Que existe no universo … Versos De um poema diverso Com os seus temas complexos Mas cheios de si Me conecto com tudo que peço Entro em mim Vibração que confesso e me faço existir Sentimentos que não consigo Pôr num papel O amargo que sinto No doce do mel Eu sou um sonhador Minha realidade é feita de amor E me disseram que isso não era real Crio, acredito, isso não é banal Eu sou o próprio universo Feito de tudo Sempre mudo Mas nunca mudo Grito, canto, falo Esculto, curto tudo isso Não … Continuar lendo Sem sentido, mas sentido.

SÓ TALVEZ

Cuscuz É incrível como tudo passa tão rápido ou você acha que não é nada ou é apenas poeira no espaço que se foi num piscar de olhos um piscar mais longo e curto ao mesmo tempo é incrível o quanto somos enganados… tudo se torna pouco quando chega ao fim é como se uma hora durasse um segundo e mil anos uma hora enquanto essa uma hora desses mils anos torna-se seu um segundo do nada do nada, tudo do tudo encontramos nós os considerados os nadas que mais tem de tudo pelo menos até agora até agora, até … Continuar lendo SÓ TALVEZ